#Cervejaria dos EUA lança cerveja com maconha

Para experimentar a bebida sem ser preso, é preciso viajar para a Califórnia

Com a legalização da maconha em diversos estados americanos, o mercado do produto começa a se expandir.

Com os estudos sobre o produto e suas propriedades, perceberam que é possível utilizar da cannabis para fins distintos: da famosa erva recreacional — aquela que dá barato — até comidas com os efeitos medicinais, que podem ser encontradas nas dispensaries, loja habilitadas a comercializar a maconha e derivados.

Entre a infinita gama de misturas entre maconha e outros produtos, claro que um não ficaria de fora: a cerveja.

Comprada pela Heineken no início de 2017, a Lagunitas Brewing Company lançou a SuperCritical, uma IPA especial feita com infusão de óleo de maconha, que está à venda apenas em bares do estado da Califórnia (por motivos óbvios de legislação).

Mas se você acha que essa é a cerveja perfeita para ficar doidão, esqueça. Como dissemos acima, estudos com maconha tornaram possível isolar algumas características da planta.

Sendo assim, a cerveja não tem nenhum traço de THC, a substância psicoativa da cannabis.

O que a Lagunitas queria quando resolveu misturar a erva com a cerveja era um componente chamado terpeno, responsável pelo aroma tanto do lúpulo quanto da maconha.

Apesar de contar com a substância, o lúpulo não produz a mesma quantidade e variedade de terpenos que a cannabis. A mistura, então, foi uma maneira que a cervejaria encontrou de produzir uma bebida mais aromática.

“Usar terpenos de maconha na cerveja foi como trazer notas que não existiam antes em uma escala musical”, comparou Jeremy Marshall, mestre cervejeiro da marca.

Fonte: http://vip.abril.com.br


Olá deixe seu comentário aqui