#Como ganhar dinheiro com vinhos

Conteúdos especiais – V

O consumo de Vinhos no Brasil ainda é pequeno se comparado a países como Itália, Espanha, Portugal e até mesmo com Argentina, entretanto esse mercado vem aumentando nos últimos anos. Os grandes responsáveis, além das indústrias, por esse crescimento nas vendas, são alguns supermercados, que vêm trabalhando com mais atenção essa categoria.

Inúmeras lojas no Brasil já criaram promoções específicas para divulgar esses produtos como: festival de queijos e vinhos, semana de queijos e vinhos, festival de massas e vinhos e assim por diante. Todas essas ações têm sido interessantes, mas ainda longe de explorar todo o potencial de mercado dos vinhos.

Basta olhar na gôndola ao lado dos vinhos, que o supermercadista vai entender o que dizemos. Bebidas como whiskies, cachaças e cervejas pela ordem vendem muito mais do que vinhos. Estados como Rio Grande do sul, Paraná e Santa Catarina têm um consumo “per capita” maior do que a média brasileira, entre outros fatores o clima contribui para isso, mas não é só, o fato de algumas regiões desses estados ter imigrantes italianos e alemães também favorece. Aliado a isso as maiores vinícolas do Brasil estão localizadas na Região.

Mas pasmem, depois dos estados do sul, o nordeste está se transformando em grande polo produtor de vinhos. Isso por se só já demonstra o enorme mercado que podemos conquistar. Alguns outros também estão tendo inciativas do gênero. O estado de Mato Grosso por exemplo, conta com investimentos em algumas cidades como Primavera do Leste e Lucas do Rio Verde voltadas à produção de uva, que no segundo momento deverá caminhar para a industrialização do vinho. Todos esses fatores nos levam a crer que o mercado de vinhos brasileiro é promissor.

O supermercadista pode contribuir muito com isso. Basta valorizar um pouco mais a categoria. Ações mercadológicas são importantes, entretanto mais simples e barato é a loja disponibilizar espaços adequados para exposição dos produtos. E fazer isso de forma correta, eis algumas dicas:

• Definir um mix mínimo de produtos para trabalhar, observando regularidade do fornecimento, qualidade e preços dos produtos;

• O mix deve obedecer ao critério de satisfação mínima do consumidor, ou seja, deve ter vinhos brancos na composição suaves e secos; vinhos tintos suaves e seco, vinhos rose, frisantes e licorosos;

• As quantidades iniciais devem ser as menores possíveis, sugerimos três unidades de cada sabor;

• A exposição deve obedecer ao critério de consumo, ou seja, exponha todos os vinhos brancos juntos em seguida os roses e depois os tintos. Ainda nesse critério devem ser agrupados todos os vinhos suaves, secos, frisantes e licorosos dentro das suas respectivas subcategorias.

• A definição de markup também é importante, inicialmente trabalhe com uma margem menor e gradativamente vá aumentando;

• Quando possível negocie com os fornecedores degustações na loja, isso irá ajudar o hábito de consumo.

Dicas para transformar o setor de vinhos da loja em referência na região.

• Ter a maior variedade, sortimento e espaço de área de vendas, da sua área de influência.

• Criar ofertas sazonais de vinhos, tais como festival de vinhos e queijos, nos períodos onde o clima é mais frio.

• Sempre que incluir um novo vinho no mix, realizar degustação do produto durante alguns dias de maior movimento.

• Ter algum funcionário da loja com conhecimentos técnicos de vinhos, para orientar eventuais clientes, com dúvidas sobre o consumo de vinhos

• Criar mini panfletos periódicos exclusivos de vinhos, com informações de origem, tipo e usos adequados dos produtos.

Agora se você quer vender vinhos em toda a região e ser o queridinho dos fornecedores, sugerimos mais duas estratégias:

Incluir no calendário promocional da loja, a degustação permanente de vinhos

Isso na prática é feito da seguinte forma: Defina em um dia do mês, ou a cada 3 ou 4 meses (você decide) um período de 03 a 04 horas, de preferência à noite em cidades pequenas, e no final da tarde em cidades grandes, para realizar uma degustação de vinho. Crie de 30 a 50 convites e convide os clientes da loja para participar do evento. Cobre uma taxa pelo convite de R$ 50,00, onde o lucro do evento, será doado para uma instituição de caridade. Os produtos degustados no evento, como os vinhos, água, os queijos, azeites, azeitonas, salames e outros acompanhamentos, devem ser negociados e bonificados pelos fornecedores dos respectivos produtos. Deve ser escolhido um local fora da loja para realizar o evento.

Outra ação em conjunto com a anterior é realizar pelos menos 2 vezes ao ano, eventos informativos relacionados à vinhos, como palestras e mini cursos, ministrados por profissionais da área, indicados e patrocinados por fornecedores. A mecânica é a mesma, fornecer os convites, cobrar, realizar o evento fora da loja. E claro, no final dos eventos, sempre realizar uma mini degustação dos produtos dos patrocinadores.

Com isso ao final de um ou dois anos é possível a loja se transformar no referencial da categoria naquela região, com esse posicionamento logo os resultados de vendas e retorno começam a aparecer. Experimente e veja o que acontece!

Por: Sebastião Barroso Felix


Olá deixe seu comentário aqui