#Como transformar ameaça em oportunidade

Clientes, Fornecedores, Concorrência, Política, Ações do Governo e Crise, são alguns componentes do cenário externo que podem surpreender os estrategistas em busca de oportunidades.

A Pesquisa de Sobrevivência realizada pelo Sebrae em 2016 com clientes que fecharam seus negócios, destaca que Menos Impostos e Encargos (52%) e mais Clientes (28%) seriam fatores que contribuiriam para se evitar o fechamento dessas empresas. O ambiente externo é o que concentra esses e demais aspectos que são características de ameaças aos negócios para alguns analistas. Outros já identificam nesses ambientes oportunidades.

Para o diretor da Bit Partner Consultoria Empresarial, Sidney Cohen, em artigo de sua autoria publicado esse mês no Portal PME NEWS, é importante analisar de perto o cenário externo, representado por: Clientes, Fornecedores, Concorrência, Política, Ações do Governo e Crise, que podem influenciar tanto positivamente (oportunidade) quanto negativamente (ameaça) no negócio de uma empresa.

Confira alguns sinais de ameaças e oportunidades identificados para esse tipo de cenário:

– Cliente: esse talvez seja o exemplo mais fácil e frequente. Se a empresa tem uma fidelidade com o cliente, as portas estarão abertas. Porém, se não atendeu as expectativas do cliente, seja por mau atendimento, serviço mal executado ou até mesmo problemas com o produto, a probabilidade das portas se fecharem definitivamente são grandes.

– Fornecedor: a mesma situação do Cliente, citado acima, uma empresa é o cliente de seu fornecedor. Se o fornecedor está prejudicando a imagem ou o negócio da empresa diante de seu cliente, neste caso esse fornecedor é uma ameaça. Caso contrário é um grande parceiro diante de uma ótima oportunidade de ganhar novos clientes e/ou gerar bons negócios. Neste caso, lembre-se: “É na boa compra que se faz a boa venda”.

– Concorrência: aí que está o paradoxo, a concorrência, na maioria dos casos sinaliza ameaça, mas acredite, ela pode contribuir para se gerar uma grande oportunidade.

Ameaça: loja física x internet — Uma loja física tem produto para pronta entrega, a internet demora alguns dias para entregar, se o cliente precisa para aquele dia. “Bingo!” 1×0 loja física. Porém, se o cliente não tem pressa pra receber a mercadoria e não tempo de ir à loja física pra comprar, basta dar dois cliques no site para realizar a compra. Jogo empatado: 1×1!

Oportunidade: em um processo de compras de empresas públicas ou empresas de grande porte privada há demandas de soluções complexas em que o fornecedor não consegue atender. Neste caso, é formado um consórcio e os concorrentes tornam-se parceiros, cada um com sua especialização, para participar do processo.

– Política, Ações do Governo, Crise, …

Ameaça: a crise política econômica foi e continua sendo a grande responsável pelas demissões em massa, em muitos casos, oriundas de quebras de empresas.

Oportunidade: algumas medidas do governo impactam em mudanças e as empresas precisam se adaptar. Um bom exemplo é a nova automação comercial determinada pela gestão pública que visa implantar um modelo de documento fiscal eletrônico, substituindo a emissão de cupons fiscais em papel. Empresas de tecnologia deste segmento foram beneficiadas.

Sidney lança um grande desafio para os empresários:

“Prepare sua empresa para que as ameaças sejam transformadas em oportunidades”.

Fonte: www.pmenews.com.br


Olá deixe seu comentário aqui