#Formato de Cash & Carry dispara no Brasil

Segmento deve representar em um futuro próximo, o principal canal de vendas das indústrias

O modelo de canal de distribuição Cash & Carry tem origem na Holanda. Nos Estados Unidos, surgiu no fim dos anos 1980, quando o Wal-Mart criou o clube de compras Sam´s Club, direcionado para determinadas comunidades de profissionais como médicos, advogados, professores, entre outros.

A ideia nasceu de uma perspectiva bastante simples: uma loja para abastecer os pequenos varejistas e os consumidores jurídicos (profissionais liberais e empresas) de produtos dos quais eles necessitavam, sem oferecer muitos serviços e um mix mais completo. As lojas também eram mais despojadas, sem muito investimento em layout, iluminação, ar condicionado e outras facilidades, que aumentavam o custo operacional. Tudo isso se refletia em preços menores que, com o passar do tempo, atraíam não somente os clientes profissionais, mas passaram a atrair também os consumidores finais – caso do Brasil.

A origem deste canal de distribuição no Brasil, veio através da entrada no mercado nacional da rede Makro em 1972, porém com o sucesso desta forma de gestão, outras empresas nacionais aderiram a este modelo de atacado com sucesso.

Há dez anos atrás, em 2.007, existiam no Brasil 90 lojas de Atacado de Autosserviço, Cash & Carry ou Atacarejo como a maioria preferem chamar essas lojas. Hoje só o Atacadão tem 137 unidades em todos os estados, considerando a última loja aberta em Lucas do Rio Verde (MT). O Assaí por sua vez, conta com 107 lojas. O Makro atualmente possui 74 lojas no Brasil. O Maxi e o Sam´s Club, bandeiras do Wal-Mart de Cash & Carry conta 44 e 27 lojas respectivamente em 11 estados do Brasil. O Roldão Atacadista conta com 30 lojas em São Paulo. O Grupo Tenda Atacado tem 25 lojas em todo o estado de São Paulo. O Fort Atacadista conta com 23 lojas espalhadas por MT, MS, SC e DF. A Mart Minas possui 22 unidades no modelo de Cash & Carry no Estado de Minas Gerais. A Rede Spani Atacadista conta com 11 unidades distribuídas entre o estado de São Paulo e região Sul Fluminense. O Giga Atacado do Grupo MGB tem 06 lojas no Estado de São Paulo. Ou seja, somente as dez maiores empresas do setor, possuem juntas 500 lojas. Dessas, mais de 50 lojas foram abertas somente em 2.016. A estimativa é que existem mais de 600 lojas de Cash & Carry no Brasil, com vendas estimadas em mais de R$ 90 Bilhões.

Levantamentos realizados pelo Instituto de Desenvolvimento do Varejo, mostram que mais de dez empresas da área de Hipermercados, Supermercados e Atacadistas tradicionais, entrem nesse segmento nos próximos anos, seguindo os passos de outras empresas como Bretas Cencosud, Mineirão, Tambasa, Destro, Viabrasil, Decisão, Líder, Muffato, Grupo Koch e que juntas devem abrir mais de 100 lojas nos próximos 03 anos.

Somente Atacadão e Assaí devem abrir mais 100 lojas nos próximos 03 anos, seguindo a média de lojas abertas nos últimos anos. Ou seja, a previsão é que sejam abertas nos próximos três anos, 200 lojas de Cash & Carry. Para quem acha que o segmento de Hiper e Supermercados está concorrido, esperem para ver o que vai acontecer nos próximos anos.

A única negativa em relação ao segmento, vem por conta da Seta Atacadista que fechou 28 das 50 lojas de Atacarejo que tinha nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas.

Por: Sebastião Barroso Felix


Olá deixe seu comentário aqui