#O poder do fracasso – Introdução

Assista o vídeo Personal Consulting Online

Eu Fracassei, Porque?

Essa sem dúvida é a pergunta mais recorrente que faz aqueles, que em algum momento da vida fracassaram. Ela pode até demorar, mas em algum momento a ficha vai cair. Contudo, em grande parte das vezes, essa pergunta simplesmente não tem resposta. Para alguns, ela pode persistir por toda a vida, e mesmo assim a resposta não acorrerá. A grande maioria das pessoas que fracassaram, simplesmente são sabem o por quê. Tampouco, as causas ou erros que levaram ao fracasso. E essa situação é compreensível, pois de maneira geral, às pessoas não fazem as coisas para darem erradas, e assim acreditam firmemente, que todas as suas ações e decisões foram as melhores possíveis.

I – Entendendo o Fracasso

O fracasso faz parte da evolução e da condição humana. O mundo não seria como ele é, se não fossem os diversos fracassos de homens e mulheres, buscando alcançar seus sonhos. Para chegarmos até aqui, muitos erros e acertos foram feitos.

O fracasso, os objetivos alcançados, a auto realização e relação dos sonhos andam de braços dados. Não há como alcançar seus sonhos, ser um vencedor, chegar no lugar mais longínquo que a vida poderia levar, sem ter um gostinho amargo do fracasso no meio do caminho. Em muitos casos, aliás, o fracasso, o infortúnio e os dissabores parecem não ter afim. Para muitos, o fracasso, os tropeços da vida foram simplesmente a mola propulsora para realização dos sonhos.

Não há na história da humanidade relatos de um único caso de alguém, em qualquer parte do mundo, que atingiu todos os seus objetivos, seus sonhos, sem antes ter tido a experiência de trilhar os caminhos do fracasso.

Todos os grandes homens da história da humanidade, que alcançaram seus sonhos, foram vencedores e até fizeram ou participaram dos sonhos de milhões de pessoas, em algum momento de suas vidas, tiveram grandes dissabores, infortúnios profundos e decepções grandiosas. Para alguns o fracasso foi um companheiro quase inseparável durante toda vida, algo com que conviveram diuturnamente, quase como um órgão, uma parte do respiro, um naco da vida.

É importante saber que como o fracasso faz parte da condição humana, da mesma forma devemos vê-lo como sendo algo temporário. Desvios no caminho, paradas “estratégicas”. Somente um fração de bilésimos das pessoas que fracassaram podem dizer que tiveram fracassos definitivos. A maioria absoluta das pessoas tiveram apenas fracassos temporários antes de atingirem seus objetivos e sonhos. Devemos encarrar o fracasso como pequenos desvios, pequenas paradas, atrasos no caminho da busca dos nossos sonhos. Podemos encarar os fracassos como uma escada da vida, onde para chegarmos ao topo, precisamos subir de degrau a degrau.

Por outo lado, podemos acreditar que os objetivos alcançados, a auto realização e os sonhos realizados sempre serão mais duradouros do que a soma de todos os fracassos.

O que podemos dizer então de pessoas comuns, que cumprem suas obrigações cotidianas e lutam para sobreviver em um mundo cheio de subidas e descidas, de altos e baixos, de alegrias e tristezas, de aprendizados e ensinamentos, de sonhos e pesadelos. Não há imunidade, os fracassos são impessoais e não escolhem suas presas, todos estamos sujeitos ao seu crivo.

O que pensar então diante do caos que é viver? O que imaginar quão difícil é a vida cotidiana? Como se posicionar frente à tantas incertezas que a vida representa? Como agir diante de inúmeros caminhos possíveis de serem trilhados? O que fazer quando parece que todas à sua volta estão indiferentes às injustiças e os infortúnios alheios? Nos parece então, que o caminho para nossos sonhos para a auto realização esteja tão longe que o mais sensato e óbvio é nos juntarmos a manada e percorrer o caminho mais sólido, menos arriscado e que traz consigo até algum conforto: o fracasso. Será isso mesmo? Será que o fracasso representa para nós apenas o mito de sisífo. Ou não, ao contrário, representaria ele exatamente o alimento do sentido da vida. Creio profundamente ser essa exatamente a função do fracasso. Uma vacina com anticorpos, para deixar nossa vida mais resistente às próximas investidas do vírus chamado fracasso. Para saber mais: http://potencialmaster.com.br/

Por: Sebastião Barroso Felix

#Seis dicas para controlar a ansiedade
#O poder do fracasso – Parte 2

Olá deixe seu comentário aqui