#Por que o Brasil, é um país medíocre?

O Brasil é o quinto maior país do mundo com 8,51 milhões de km², atrás apenas de Estados Unidos – 9,37 milhões de km², China – 9,59 milhões de km², Canadá – 9,98 milhões de km² e Rússia – 17,10 milhões de km². É o 5° País mais populoso do mundo com 203.657.210 habitantes, atrás apenas da Indonésia – 255.708.785 habitantes, Estados Unidos – 325.127.634 habitantes, Índia – 1.282.390.303 habitantes e China – 1.401.586.609 habitantes.

Com esses números o Brasil deveria ser um grande país, no sentido mais amplo da palavra. Contudo, infelizmente ocupa a nona posição entre as maiores economias do mundo, com um PIB de 1,77 trilhões de dólares (dados de 2.106), apesar de já ter ocupado a sétima posição.

Entre os 188 países avaliados pela Nações Unidas, em 2.016 o Brasil ocupou a 79a posição no IDH – 0,754 (Índice de Desenvolvimento Humano), a mesma de 2.014 ao lado da ilha caribenha de Granada.

O Brasil tem empobrecido em comparação à média de seus pares. Segundo estimativa do FMI, a renda per capita do brasileiro (medida em paridade do poder de compra) recuou de US$ 16,2 mil, em 2014, para US$ 15,7 mil, em 2015 e o país ocupa a 70a posição ao lado de Santa Lúcia, um país insular das pequenas Antilhas, no Caribe, que sinceramente nem sabia que existia.

A participação brasileira nas exportações mundiais vem caindo desde 2011 – 1,41%, 2.012 – 1,33%, 2013 – 1,32%, 2014 – 1,19%, 2015 – 1% e 2016 menos de 1%. A queda na participação fez o país perder posições no ranking dos maiores exportadores mundiais: depois de ocupar a 22ª posição em 2013. Caso venha a se confirmar para 2016 uma participação de apenas 0,98% em todo o volume exportado globalmente, o Brasil cairá para a 29ª posição no ranking mundial de exportação.

O Brasil cai para a 81ª posição em ranking de competitividade de países. O País perdeu 6 posições em 2016 e atingiu a pior posição em 20 anos. Em 4 anos, Brasil caiu 33 posições na lista do Fórum Econômico Mundial. O Brasil é o país mais fechado para o comércio exterior entre todas as nações do G20, segundo um levantamento da Câmara de Comércio Mundial (ICC, em inglês). A economia brasileira recebeu a nota 2.3 em 2015, de uma escala de um a seis, ficando atrás de Argentina e Índia.

Com uma alíquota de imposto para pessoa jurídica de 34%, o Brasil fica em sexto lugar entre os países que mais tributam empresas. Os dados fazem parte de pesquisa divulgada pela empresa de auditoria KPMG. Segundo o portal www.portaltributario.com.br o Brasil cobra do contribuinte entre impostos, taxas e contribuições 92 tributos.

De acordo com o levantamento elaborado pela startup Expert Market, baseada no Texas (EUA), e publicado recentemente na Fast Company, em uma escala de 1 (mais fácil abrir um negócio) até 130 (mais difícil), o Brasil ganha pontuação 125. Hoje, você demora em média 180 dias para abrir uma empresa no Brasil. O Brasil está entre os 10 países mais complexos para fazer negócios, segundo Índice Global de Complexidade 2015 da TMF Group. Na outra ponta temos a Nova Zelândia, país onde é mais fácil abrir um negócio dentre 189 economias estudadas pelo Banco Mundial. Lá, empreendedores são capazes de abrir uma empresa em menos de um dia, segundo o relatório “Doing Business 2014”.

O Brasil também está em 79º lugar entre 176 países, no ranking da corrupção de 2016, dois pontos a mais do que em 2015. O estudo, feito pela Transparência Internacional, analisa a percepção da população dos países sobre a corrupção. Além do Brasil, estão empatados em 79º lugar Bielorrússia, China e Índia. Dinamarca e Nova Zelândia lideram o ranking como os menos corruptos.

A Nova Zelândia é o país menos corrupto do mundo e lugar onde é mais fácil e rápido abrir uma empresa. O país também está entre os dez melhores IDH do mundo. Será que essas coisas estão relacionadas?

A questão é, como uma país com essas dimensões (população e área) apresenta dados econômicos tão negativos? Uma burocracia absurda, uma participação no comércio mundial, um IDH e uma renda per capita medíocres.

Por: Sebastião Barroso Felix


Olá deixe seu comentário aqui