#Por que somos medíocres?

Assista o vídeo da Consultoria Planeje

Por essência a maioria de nós é medíocre. O mundo é formado por três tipos de pessoas: as de sucesso, as fracassadas e acredite, as medíocres. É duro saber, mas a verdade é que a maioria de nós é medíocre. O adjetivo medíocre é normalmente utilizado para qualificar aquilo que está abaixo da média, que possui pouco valor, pouca qualidade, algo ordinário e insignificante, mas, é muitas vezes usado como um insulto, no sentido pejorativo, no intuito de agredir verbalmente.

Ser medíocre significa não ter qualidades ou habilidades suficientes para se destacar naquilo que se propõe a fazer, seja na vida pessoal ou profissional. Uma pessoa medíocre é vulgar, tem poucas qualidades, é uma pessoa pobre do ponto de vista intelectual. Mediocridade é um substantivo feminino que nomeia o estado ou a qualidade do que é medíocre, que revela ausência de mérito, vulgaridade, indivíduo medíocre, sem talento. Nesse conceito é possível identificarmos a maioria das pessoas que conhecemos e convivemos. Portanto, não é exagero dizermos que somos medíocres.

Se houvesse uma pesquisa para identificar o percentual de pessoas de sucesso, de fracassados e de medíocres, com certeza os valores seriam provavelmente de 10%, 20% e 70% respectivamente, levando-se em conta a regra de Pareto. Ou seja, a maioria de nós, 70% seriamos medíocres.

Uma percentagem expressiva da população é medíocre. Pior, sejamos nós, pessoas de sucesso ou fracassadas, nós precisamos dos medíocres, como o ar que respiramos. Afinal o que seria das pessoas de sucessos, se não houvesse os medíocres para abrir-lhes os caminhos, facilitar-lhes a vida e os deixarem chegar onde chegaram? O que seria dos fracassados, se não houvesse os medíocres para lhes dá as mãos e os carregarem nas costas, como fardos? O que seria das pessoas de sucesso, se todos os medíocres de uma hora para outra, resolvessem lutar, correr atrás dos seus objetivos, buscarem obstinadamente o seu sucesso? Com certeza não seria nada bom, para os que alcançaram ou buscam o sucesso, a concorrência seria muito grande e com certeza o mundo não tem tantas oportunidades assim. O que dizer então dos fracassados, se de uma hora para outra não houvesse mais os medíocres para lhes estender a mão, carregar-lhes pela a vida afora, deixando-os sem grandes responsabilidades e sem cobrar-lhes o tão almejado sucesso.

É difícil admitir, mas ainda bem, que existem os medíocres. Enquanto eles estão por ai perdendo o seu tempo carregando os fracassados, que não querem saber de nada e ainda sem vontade alguma de correr atrás dos seus sonhos, das suas realizações e objetivos, as pessoas de sucesso podem aumentar suas possibilidades, ampliar sua vantagem competitiva e ir além, ou seja, mais do que chegarem ao topo, poderão manter-se nele por toda a vida, quem sabe, até por gerações.

Contudo, ser medíocre é pior do que ser fracassado. Um fracassado hoje, pode muito bem, ter sido um vencedor, mesmo que por pouco tempo, ou até quem sabe, ser apenas um fracassado temporário. Afinal, muitas pessoas de sucesso hoje, foram em outrora grandes fracassados. Até hoje não ouvi falar de uma pessoa que chegou ao sucesso, ter sido considerada em alguma medida ou em parte da vida, um medíocre.

Todavia, infelizmente para os medíocres tanto a subida como a descida não fazem parte da sua vida, afinal ser medíocre é exatamente isso. Ficar no meio termo é a essência dos medíocres, é lá que se sentem à vontade, que fica a sua zona de conforto. Portanto, se você busca exatamente isso, para sua vida, então parabéns, você é um verdadeiro medíocre.

Por: Sebastião Barroso Felix

Seja, Bem Vindo!!
#Quem chega primeiro bebe água limpa

Olá deixe seu comentário aqui