#Vending machines: para todos os segmentos do varejo

Além dos refrigerantes e snacks, vending machines têm potencial de movimentar mais de R$ 1 bilhão

Acessórios para celular e outros gadgets, cosméticos, livros, flores e guloseimas: as possibilidades são quase infinitas quando falamos de vending machines. São mais de 80 mil máquinas instaladas em todo o Brasil – com potencial para movimentar cerca de R$ 1 bilhão em 2016. E esse número não chega nem perto do observado no Oriente, onde existe uma vending machine para cada 23 habitantes (aqui a proporção e 1/2500). Porém, o mercado cresce rapidamente, conquistando diversas marcas.

Um exemplo é a startup i2GO, startup especializada em acessórios para celulares – que começa sua expansão por máquinas e já possui 5% dos seus mais de 5.000 pontos de venda nesse modelo.  “Nossas 12 máquinas estão estrategicamente instaladas em aeroportos e estações de metrô. Nossos produtos têm o apelo da necessidade também. Escolhemos esses pontos para facilitar a vida do consumidor que precisa de um carregador de emergência, de uma bateria extra, de um fone que quebrou no meio do dia”, conta Marcelo Castro, um dos fundadores da empresa.

 A previsão da marca é instalar mais sete maquinas ainda esse ano e chegar a 30 em 2017. “Quando falamos de vendingmachines, estamos falando de uma tendência natural do consumidor, mas que ainda carrega algumas barreiras no Brasil. Aqui, as pessoas ainda se sentem desconfortáveis em comprar sem conversar com o vendedor, sem poder tirar dúvidas. Por isso, em todas as nossas máquinas, disponibilizamos um serviço de pós venda, através de nosso SAC, email e Whatsapp para atender a dúvidas dos clientes em tempo real”, explica Castro. A empresa teve faturamento de R$ 12 milhões em 2015.

Variando os canais de vendas

Nutty Bavarian é outro exemplo de empresa que investiu nas vending machines. Com duas máquinas instaladas em shoppings e estações do metrô, a marca optou por equipamentos customizados – e que aceitam pagamento com cartão de débito ou crédito. Caso tenha alguma dúvida ou problema, o cliente pode acionar o suporte da Nutty por meio de um telefone conectado ao equipamento.

“Nossa ideia com essa solução é possibilitar a venda de nossos produtos em locais onde não conseguimos operar com quiosques tradicionais.  Para chegar no atual modelo, o desenvolvimento do robô e testes da Nutty Machine levaram dois anos. Nosso objetivo foi deixá-la bem próxima ao layout de nossos quiosques, com os barris decorativos do lado de fora, cores que remetem à marca, visual atrativo e humanizado”, diz Adriana Auriemo, diretora da Nutty Bavarian.

Depois de disponibilizar a linha “Sou” por meio de catálogos, lojas próprias, comércio eletrônico, farmácias e assinatura, a Natura instalou seis máquinas temporárias com produtos da linha em shoppings, estações do metrô, na Universidade Mackenzie e no Aeroporto de Congonhas.

Essa distribuição em diversas localidades comprova o potencial das máquinas, que tem custo baixo – cerca de R$ 25 mil, ou contrato de aluguel por 24 meses, a R$ 1400 mensais. Quem compra ou aluga uma máquina tem ainda de definir o ponto onde ela vai ser colocada. O Metrô, por exemplo, cobra aluguel mensal de R$ 1.500 de cada máquina em suas estações.

Para as crianças

A Mr. Kids está no segmento de vending machines desde 2009. E, mesmo com a concorrência dos pagamentos digitais, a marca opta pelo uso de equipamentos mecânicos, acionados por moedas. A rede teve faturamento de R$ 4 milhões no ano passado, conta com mais de 130 franqueados – e 3500 máquinas espalhadas por todo o país – oferecendo brinquedos e doces para o público infantil e adolescente.

“Eles não resistem. Como nós estamos antenados no que é moda e faz sucesso entre o público infantil, como bolinhas, adesivos, chaveiros e outros, com personagens de novelas infantis, desenhos animados, super heróis e diversos produtos colecionáveis, as crianças se sentem à vontade para realizar a compra sozinhas, sem a ajuda dos adultos”, explica Antonio Chiarizzi Jr, fundador do Mr Kids.

Fonte: www.alshop.com.br


Olá deixe seu comentário aqui